04 fevereiro 2015

Mundo Árabe - Jordania y su Música

O Mundo Árabe parou esta noite. A Jordânia não perdoou a morte do seu Piloto.

Quando os "Putos mimados" achavam que podiam fazer tudo, e ficarem impunes. Um dia a paciência acaba...

Autoridade sunita pede "morte e crucificação" de 'jihadistas'

A principal autoridade muçulmana sunita, Al-Azhar, manifestou hoje indignação com o assassínio de um piloto jordano pelos 'jihadistas' do Estado Islâmico, defendendo que estes devem ser "assassinados, crucificados ou mutilados" por "combaterem Alá e o seu profeta".

Numa declaração emitida após a divulgação do assassínio do piloto da força aérea da Jordânia Muaz al-Kassasbeh, o líder da instituição, xeque Ahmed al-Tayib, manifesta "consternação por este ato cobarde".

O assassínio do militar, queimado vivo pelos 'jihadistas', "exige a punição referida no Corão para os opressores corruptos que combatem Alá e o seu profeta: morte, crucificação ou corte dos membros", afirmou.

Al-Tayib frisou no texto que o Islão proíbe o assassínio de inocentes, "incluindo durante uma guerra contra um inimigo opressor".

Muaz al-Kassasbeh foi capturado a 24 de dezembro, depois de o caça-bombardeiro F-16 que pilotava se ter despenhado no norte da Síria, durante uma missão da coligação internacional que combate os 'jihadistas'.

Depois de várias ameaças, o grupo extremista Estado Islâmico divulgou na terça-feira um vídeo que mostra um homem, identificado como Kassasbeh, envolto em chamas dentro de uma cela metálica.

Em retaliação contra a morte do piloto, a Jordânia executou na madrugada de hoje dois 'jihadistas' iraquianos cuja libertação era reivindicada pelo Estado Islâmico.

Sajida Al-Rishawi, condenada à morte pela sua participação nos ataques terroristas de 2005 em Amã, e Ziad Karbouli, responsável da Al-Qaida, foram executados pelas 04:00 (02:00 em Lisboa).

6 comentários:

Margarida disse...

piloto jordano, jornalistas americanos, japoneses, um voluntário britânico e não vejo o ocidente a fazer grande coisa. a Jordânia não teve modas: cá se fazem, cá se pagam, a dobrar. o piloto, terrível e estúpida morte sem sentido. e ninguém os pára?
bjs.

Leonel S. disse...

Por vezes, ser um pais sem leis severas de proteção de direitos humanos permite fazer este género de vingança.
Não achei mal.

N a m o r a d o disse...

Embora violência e ódio, só gerem violência e ódio.

Francisco disse...

Margarida,

Infelizmente nem interessa parar. Quem vende as Kalaniskves ao EI? Quem vende as armas ao Ocidente?

A Guerra fria do Século XXI

Qual o interesse no Iraque? Petróleo?

Gás?

Cheira-me mais às antiguidades descobertas e por descobrir no Museu de Bagdad

Beijinhos

Francisco disse...

Leonel S

Sou a favor da Pena de Morte para alguns casos muito pontuais. Aqueles com 100% de Certezas

Abraço

Francisco disse...

Namorado,

Os Mulçumanos são como os Negros. Eles juntam-se contra os Brancos ou Ocidentais. Mas, entre eles?!

São do pior que há

Abraço