28 setembro 2010

Afonso - David Bustamante "Azul"

Esta manhã fui conhecer o Afonso. Eu conheci-o através do gaydar. Foi ele que meteu conversa comigo. Eu só envio mensagens a pessoas com cara de rosto. Se tenho foto de rosto, exigo o mesmo. Quem quer, quer. Quem não quer. Next, que já se faz tarde...

Na primeira mensagem, ele referiu que já me conhecia de algum lado. É obvio, puta que é puta...

Ao fim da quarta mensagem, lá resolvi dar-lhe o meu e-mail. Ao contrário, do que possam pensar. Eu, só tenho um email. Não sou daqueles paranóicos que abrem não sei quantos perfis no gaydar. Que tem não sei quantas contas no hotmail, para verificarem se o gajo com quem estão a teclar, se o moço é verdadeiro...

Óh por favor! Eu só começo um relacionamento(creio que já o referi no passado), depois destas etapas:

- Jantar fora. Não conta para os devidos efeitos: jantares à varanda, em centros comerciais e afins;

- Uma saída, com os meus amigos;

- Uma saída, com os amigos dele;

- Uma ída ao cinema ou exposição;

- Uma noite juntos. Não conta, se um sair a meio da noite. É importante acordar juntos. O que as pessoas revelam ao acordar...

- Por fim, um fim de semana fora ou umas férias. Não é à toa, que se diz: - Nas férias, é que as pessoas se revelam mais...

No menseger, falámos muito pouco. Temos horários muito diferentes. No Domingo passado, enquanto eu estava a postar. Apareceu o Afonso on-line. Eu, enquanto postava, lá ía falando com o moço...

Não sei o porquê. Quando ele me pediu o meu contacto, lá lhe dei o meu número de telemóvel. Não costumo, ser assim tão fácil...

Hoje de manhã, estava eu a ir de camioneta/autocarro(ainda não percebi a diferença do termo), para/pra(esta é para aquela senhora, que tentou ensinar aos portugueses a falarem melhor, o Português), Lisboa.

Francisco: - Sim!

Afonso: - Bom dia! Não sabes quem fala?

Francisco: - Nops. Já fiz cursos para bruxinho. Adivinhar! Quem me liga de número confidêncial...

Afonso: - Desculpa, estava a pensar em convidar-te para um café. Logo, ao final do dia, dá-te jeito?

Francisco: - Confesso que me dava mais jeito, agora de manhã. Assim, tinha companhia para o pequeno almoço. LOL

Afonso: - Onde trabalhas?

Francisco: - Entre o Campo Pequeno e o Saldanha. E, tu?

Afonso: - Mais perto do Campo Pequeno. Queres combinar no Centro Comercial da Praça de Touros? Estou lá daqui a 20 minutos...

Francisco: - Feito, até já

O Afonso é mais alto do que eu, uns 5 cm(na horizontal, ninguém nota). É mais novo do que eu, uns meses. Sim, o moço anda no HP(Antigamente, quem não tinha a 4ªclasse, era analfabeto. Depois, passou a ser analfabeto, quem não soubesse usar as novas tecnologias. Agora, é quem não frequenta um ginásio). Só pode...

E, não demorou muito a chegar a este tema:

Afonso: - Conheço-te de algum lado, mas não sei de onde...

Eu pensei e por muito pouco, não abri a boca: Hello! Podes aguardar um momento, enquanto, eu ligo a perguntar ao Joseph, se te conhece...
É, que o Joseph, sabe melhor, esta coisas. Todos os gajos com quem eu já estive(cidade universitária, Labyrinto, saunas, etc etc... LOL


Durante o dia, trocámos alguns sms. Detesto esta "tesão do mijo"...

Mas, lá dizia a minha avó:

- Francisco! Eu não te entendo. SE tens é porque tens. Se não tens, é porque não tens...

2 comentários:

pinguim disse...

Há quem lhe chame "jogo"...por vezes ganha-se alguma coisa, a maior parte das vezes nada se ganha, mas é interessante.

Francisco disse...

Pinguim,

Os jogos são importantes, mas tudo de uma só vez?
Adoro caixinhas de surpresas, mas isso sou eu...

Abraço