27 outubro 2012

Modas - Tony Carrreira "Amor a três"

Cada vez mais, a cada dia que passa, começo acreditar que as histórias de princesas e de príncipes foram escritas por alguém que teve a sorte de encontrar outro alguém, ou apenas foi alguém que nasceu cego, cego apaixonou-se e cego morreu...

Para mim, o mundo Gay é igual ao Hetero, com mais aqueles que se dizem BI ou menos BI. Creio que todos os seres humanos(uns mais que outros) funcionam ou reagem de igual forma...

Comecemos pelo Mundo Hetero, que é aquele onde nós nascemos(Pai e Mãe). Não façam comparações, eu posso dizer que vivi no período em que os meninos não podiam ser amigos de meninos de pais separados. Sim! Eu vivi em Lisboa, estudei em Lisboa, e há três décadas atrás. Mulher divorciada era igual a puta, era aquela que não tinha conseguido "segurar" o marido... As pessoas comem queijo...

Muitas colegas minhas de escola, quando chegavam aos 15/16 anos envolviam-se com homens casados, tantas que engravidaram ... Umas abortaram, outras tiveram as ditas crianças...

Aquilo que acontece no Médio Oriente e em outras religiões, de uma mulher aceitar que o marido tenha mais mulheres. Só mesmo as católicas é que são mais difíceis de "convencer". Algumas ainda defendem "Uma Mulher com um Homem igual ao Casamento Perfeito e feliz"... Tretas, as mulheres preferem um gajo que já tenha sido casado, com filhos(de preferência). Se ele é bom para as outras e bom pai, serve para mim(pensamento de algumas)...

Elas adoram os ditos "Bad Boys", quanto mais gajas um gajo tiver no curriculum, mas cobiçado é... Assim entramos no Mundo Gay...

Um Gay, começa a conhecer alguém. Pensa que o Amor é lindo e Eterno(também existem excepções e sortudos), até ao dia...

Podemos ver que as pessoas conseguem odiar uma vida inteira(Quem não se Lembra do Pedro Pinto aqui neste canto?!)...

Mas, muitos poucos tem a capacidade de amar, e de dar amor uma vida inteira. Depois de algum tempo a partilhar o seu "espaço", quando o amor se transforma em amizade, quando a família dos dois passa a ser só uma. Como acabar algo que durou tanto a construir?!

Para muitos, é simples... Abre-se a relação, arranja-se um terceiro como oficial. Quem não quer oficializar nada, abre um perfil no Manhunt e cria uma agenda de FB.

WTF?! Amigos! Wellcome to Facebook...

6 comentários:

Namorado disse...

Tudo é possível. Seja em que "mundo" for. Nem é preciso ter sorte. Li uma coisa em tempos que me ficou guardado na memória... e que ponho em prática todos os dias que é o seguinte:

"no tempo dos nossos avós, as coisas consertavam-se, não se deitavam fora e compravam outras".

E a verdade, é que hoje é tudo mais fácil. E muitos pensam: Há muito homem por ai... para pinar, para namorar, para viver.

E conheço muita gente que depois acabam relações, e depois dizem-me: "afinal gostava mesmo de ti", ou "dele" mas depois o amor nessa altura já se transformou noutra coisa qualquer. Sim porque o amor evolui, não é estanque. Se não for tratado poder transformar-se noutra coisa qualquer.

Pedro disse...

Nem sempre as tuas palavras são duras.
Mas há uma crítica que entendo.
O importante na vida é procurar a felicidade... como? Cada um a seu modo.
E os pequenos momentos contribuem para o nosso dia.
As tuas palavras, um abraço, um 'Força Pedro', fazem tão bem.

Escondido no Francisco que aqui mostras está um homem que às vezes sofre... como os outros.

Um abraço, meu amigo.

Francisco disse...

Namorado,

Ya, gostei do teu comentário :)

Abraço

Francisco disse...

Pedro,

Sou mais um, igual a tantos outros ;)

Abraço ;)

Margarida disse...

não concordo q as mulheres prefiram os homens que já tenham sido casados.
as tuas colegas adolescentes, tontas, apaixonadas, cairam aos pés desses homens casados pq eram ingénuas, adolescentes que vibravam com o primeiro amor e eles aproveitaram-se delas, pura e simplesmente foram sacanas abandonando-as à sorte. ainda hoje, infelizmente, se vê isso, miudas de 14 anos que conhecem um adulto pelo facebook e fogem...
de resto, todos queremos ser felizes, gays, heteros, poliamorosos...
bjs.

Francisco disse...

Margarida,

Posso abrir aqui um espaço de mulheres mais novas que "entraram" no casamento(bem certo que foram os homens que permitiram), que mesmo sabendo que ele era casado e com filhos, enquanto não engravidaram não descansaram...

Conheces aquela frase: "Comigo! Ele vai ser fiel e diferente?!"

Na minha família posso te adiantar que existem homens que vão em mais de 3 casamentos, com filhos à mistura e todas a pensarem que são as últimas...

A minha família daria vários CaseStudys nesta matéria :)

Beijinhos Grandes