26 junho 2016

Lisboa é um penico - Angra - Carry On

Eu merecia levar com um gato morto na tromba, até este começar a miar...

Saber que um amigo nosso foi beber café com o Rubem no passado foi mau. Saber que um gajo que conheci ontem à noite no arraial, foi hoje beber café com um amigo com quem fui ontem ao arraial. É muito mau

Não sei se será karma, ou sina... Apenas sei que hoje, acabei de perder outro amigo (lololololololol)

Carry on

12 comentários:

Olívia Muniz disse...

Não anda nada fácil Mas assim nos libertamos dos maus amigos e vão ficando aqueles que interessam.
Beijinho* BATIK by Olivia Muniz || FACEBOOK || JASMIM & MESKA, os gatos mais fofos do mundo!

Francisco disse...

Olivia Moniz

Qual o prazer de fazer?! Ganham algum prémio?!

Com tantas pilas e cus que por aí andam?!

Não entendo, confesso que não entendo

Que putedo Sr Alfredo

No Limite do Oceano disse...

Tudo é um penico, acredita. A merda é que é ligeiramente diferente.

Francisco disse...

No Limite do Oceano

Bem verdade, infelizmente :(

Margarida disse...

o teu amigo levou à letra o que escreves: «um café não mata nem compromete».
amigo, amigo ou fb? :P

Francisco disse...

Margarida

Amigo mesmo :s

Bjs

Magg disse...

Pois Francisco já não existem pescadores em condições, agora são mais as redes de arrasto... mas como diz a frase Keep Calm and Carry On...

Goodblog Badblog disse...

Possessivo, pah!

Francisco disse...

Magg

Não gostei da atitude do meu amigo, isso foi o que me doeu mais

Francisco disse...

GBBB

Por acaso, sou com quem eu gosto

Mas, num pestanejar de olhos, esqueço qualquer amizade, independente dos anos...

Não me queiram ver de avesso

Medooooooo mesmo


Sei que tenho um feitio de merda

Magg disse...

Francisco ninguém gostaria ... especialmente quando se começa a ver as implicações sobre acções futuras... mas é como disseram anteriormente, existem os bons e os maus amigos, só temos que ter o discernimento de separar uns dos outros. :(

Francisco disse...

Magg

Eu sou daquelas pessoas, que luto pelas amizades. Pisam-me os calos ou traem a minha lealdade.

Não sou rancoroso nem vingativo, mas afasto-me, e se for preciso cruzo-me na rua, e desvio o olhar...

Já me cheguei a sentar com pessoas em jantares de aniversário, nem a pedirem desculpas, me veem os dentes...

Há coisas que eu não tolero