24 outubro 2013

Injusto - Dana International "Ding Dong"

Dizem que a vida é injusta...

Um Gajo afirma que matou o pai(Notícias actuais passadas na TV), vai preso. Ao final de 8 anos é absolvido. Agora exige uma indemnização do ESTADO(que somos todos nós, lá vamos ter que pagar mais uma...). O mesmo acontece em Espanha com a Senhora da ETA que à sua conta matou quantas pessoas?! Também esta senhora quer uma indemnização do ESTADO...

Quantas pessoas inocentes foram condenadas injustamente?! Recordo-me do meu amigo António; é mais forte que eu...

Questão:

Quanto vale mesmo a nossa vida?! Depende de quem nos matar...

O que vale é que estamos a chegar ao Natal, aquele período onde as pessoas fazem jantares por tudo e por nada e com direito a troca de "presentes"...

Daqui ao Natal é um Saltinho de Pardal, já dizia a minha e as nossas avós :D
Será que é este ano, que irei ter a sorte de ter assim um "Pai Natal" a bater-me à porta?!
Longe vão os tempos, em que eu adorava que chovesse, para sair à rua de "Galochas"...
A minha vontade anda igual a este tempo...
Com este tempo, só apetece ficar mesmo em casa, a ler um livro e simplesmente a "roçar" o rabo pelas paredes... Não fazer absolutamente nada...

6 comentários:

Rúben disse...

Acho cá uma piada a estes pedidos de indemnizações!

Fico sempre mais feliz por pagar impostos!!!

Abraço

Pérola disse...

Nem fales em natal.
daqui a pouco o calendário lembra-me que tenho mais um ano.

Espero que o tempo passe bem devagarinho e de preferência bem confortável...com ou sem companhia.

beijos

Francisco disse...

Rúben,

É óptimo pagar Impostos, é sinal que ainda temos dinheiro para os pagar... Até quando?! Isso agora não interessa nada ;)

Abraço amigo

Francisco disse...

Pérola,

Devagar também é bom, muito bom ;)

Beijokas :D

Mark disse...

Não conheço o caso. A justiça falha imensas vezes. Em todos os países, nuns mais do que em outros, há erros, falhas. Não deveria haver, mas há.

Há dias, um tipo foi absolvido por matar o pai. Também desconheço os contornos, contudo, ao que parece, a família era toda vítima de violência doméstica. São monstros que criam e educam pequenos monstrinhos. Às vezes, o feitiço vira-se contra o feiticeiro...

abraço, Francisco.

Francisco disse...

Mark,

Errar é Humano, em Portugal já começa a ser demasiado... Digo eu...

Abraço Mark