07 maio 2017

Dia da Mãe - Il Divo "Mama"

Já lá vai mais de uma década que a minha mãe "partiu". Não foi fácil, nunca é fácil. Mas, hoje recuso-me a ir ao cemitério por dois motivos:
A) O negócio das flores dá "dó";
B) Saber que podem lá estar vizinhas, só pelo prazer da cusquice saber se os filhos da senhora minha mãe irão lá ou não. Como se os filhos/as delas quissessem sabem das senhoras, e estando elas vivas... Outra nota de quinhentos


Só depois da morte da minha mãe, é que eu entendi o que é ficar "sozinho" nesta vida. Aquela leoa que lutaria e que estaria sempre a meu lado. Deixou de estar... Não irei entrar na parte esotérica neste post ;)
A vida nem sempre corre como queremos...
A vida dá voltas e nós aprendemos com essas voltas ou não

4 comentários:

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Sei bem o que se sentir assim. Parece minha história ...

Beijão

Francisco disse...

Paulo Roberto

Muitas histórias mesmo :)

Beijo

Mark disse...

Um abraço, amigo.

Francisco disse...

Mark

;)

Grande abraço amigo