14 novembro 2015

Valores - Amaury Vassili "Sognu"

Andava Portugal a cavar batatas e apanhar sol no Alentejo, já a França recebia emigrantes de todo o lado do mundo. É um país dos Valores da Defesa dos Direitos Humanos. Onde os Tugas que saíam analfabetos para ir para as limpezas e obras e eram o Orgulho de uma Nação. Portugal também exportou gente para pisar a Bandeira Nacional. Adoro quando vem falar de Democracia comigo...
Como estava eu a dizer, a França já sabia o que eram os muçulmanos e o que valiam como povo. Se procurarem na net, no google pelos atentados contra os judeus durante os jogos olímpicos de Munique em 1972. A Mossad limpou o sebo a todos onde?! Paris, Londres, Roma. Dassss
Os muçulmanos gostam mesmo de viver à conta dos subsídios. Palavra que entrou no dicionário tuga quando entrámos na CEEE... Quando?!

Cresci com a Guerra entre o Iraque e o Irão, e por causa disso... Dizem que um avião caiu em Lisboa. Depois a Guerra passou a ser entre Israel e a Palestina. Ainda me lembro de dizer: Se há Palestianos, porque não há Palestina?!
Posso dizer que sou do tempo da Guerra Fria, e do Kadaffi ter mísseis apontados para todas as cidades da Europa. Depois lembro-me do Arafat, o primeiro terrorista que parava a guerra, quando a Europa lhe enchia os bolsos. Este converteu-se ao Cristianismo. Casou com uma cristã e assistiu a uma missa de galo. Onde?!
Cresci sempre a ver a Guerra no Médio oriente, onde sempre ouvi eles dizerem que são irmãos. Mas, nunca vi um sinal de Paz e de Amor como manda o Corão entre um Xiita e um Sunita. O Saddam a pagar mil contos (5 mil euros) às famílias dos mártires. Antes pelo contrário, só vi traições e mais traições. Depois conheci pessoas que viveram em França, Bélgica e onde as irmãs casaram com muçulmanos e depois desapareceram até hoje. Foi quando eu comecei a ler livros e a ver filmes sobre o papel da mulher num país árabe... :(
Quando fui à Tunísia, adorei... Estava num país lindo, com homens que falavam connosco no hotel sobre filosofia e sobre a sua cultura. Muitos diziam que a Tunísia era um país da Europa atrasada porque estava ligada a França. Já escrevi sobre a Tunísia e outros países muçulmanos...

Também tive desavenças com guias, que me proibiram de ir a certos locais porque estava de calções. Outros recusaram-se a ir a Israel comigo, e até ao Rio Jordão. Mesmo a pagar. Davam-me descontos se eu fosse à Síria. Tenho pena de não ter ido a Palmyra

Agora com esta questão dos migrantes, já dei a minha opinião (vale o que vale, ou seja nada). Quanto a mim!? A procissão ainda vai no adro porque até posso dizer que sou do tempo dos ataques no ocidente em aviões. Mercados e locais públicos só mesmo dentro das fronteiras de cada país.

Hoje!! Pode ser numa explanada, numa peça de teatro, jogo de futebol, a caminho de casa. Afinal! Já existem 18 milhões de muçulmanos na Europa, já dá para invadir Portugal numa hora. Tem consciência disso?! É bom que algumas pessoas caiam na realidade, principalmente quem já fez serviço militar

A Eterna Cidade dos Amantes e do Amor :)

2 comentários:

Dominus disse...

A França não parece ser tudo que você diz. Grande parte da riqueza francesa é resultado de exploração de outros países. O Haiti é um exemplo claro de que o "fraternité, igualité e liberté só vale para os franceses. O Haiti após a independência teve de pagar duras multas à França. O culpado desses atentados é o próprio governo francês por ter financiado o ISIS. É triste que cidadãos franceses paguem por ações estupidas e imperialista de seus governantes.

Francisco disse...

Dominus,

A População irá sempre pelos erros dos seus governantes, a menos que façam como na Islândia. Saiam todas à rua e peçam a prisão de todos.

Todos os países vendem armas, desde que haja compradores. Em Portugal podes comprar um arma para caça de pardais e coelhos, e que também matam pessoas....

Os Portugueses/Brasileiros não estão a pagar caro a "Gestão danosa de seus países?!"

Abraço