20 abril 2015

A long time ago - Tony Carreira "Ai Destino"

O Budismo (páli/sânscrito: बौद्ध धर्म Buddha Dharma) é uma religião, e, filosofia não Teísta que abrange uma variedade de tradições, crenças e práticas baseadas nos ensinamentos atribuídos a Sidarta Gautama, mais conhecido como Buda (páli/sânscrito: "O Iluminado"). De acordo com a tradição budista, Buda viveu e ensinou na parte leste do subcontinente indiano em algum momento entre os séculos VI e IV

Ele é reconhecido pelos adeptos como um mestre iluminado que compartilhou seu conhecimento para ajudar os seres sencientes a alcançar o fim do sofrimento (ou Dukkha), alcançando o Nirvana (páli: Nibbana) e escapando do que é visto como um ciclo de sofrimento do renascimento.

Dois principais ramos do budismo são identificados: o Mahayana e Teravada. O Teravada (Escola dos Anciãos), mais tradicional e próximo ao budismo inicial, se espalhou mais pelo sudoeste da Ásia, em países como Sri Lanka, Tailândia, Laos e Camboja, enquanto o budismo Mahayana (Grande Veículo), que se aproximou mais das tradições dos países por onde se espalhou, e engloba escolas como o Zen, Terra Pura e o budismo tibetano, se espalhou mais pelo Tibete, China e Japão. Várias fontes colocam o número de budistas no mundo entre 230 milhões e 500 milhões, tornando-o a quinta maior religião do mundo.

As escolas budistas variam sobre a natureza exata do caminho da libertação, a importância e canonicidade de vários ensinamentos e, especialmente, suas práticas. Entretanto, as bases das tradições e práticas são as Três Jóias: O Buda (como seu mestre), o Dharma (ensinamentos baseados nas leis do universo) e a Sangha (a comunidade budista)9 . Encontrar refúgio espiritual nas Três Jóias ou Três Tesouros é, em geral, o que distingue um budista de um não budista. Outras práticas podem incluir a renúncia convencional de vida secular para se tornar um monge (sânscrito; páli: bhikkhu) ou monja (sânscrito; páli: bhikkhuni).

Assim nasceu o "Karma"

No budismo, o Carma (do sânscrito कर्म, transl. karmam, e em pali, kamma, "ação") é a força de samsara sobre alguém. Boas ações (páli: kusala), e/ou acções ruins (páli: akisala) geram "sementes" na mente, que virão a aflorar nesta vida ou em um renascimento subsequente. Com o objectivo de cultivar as acções positivas, o sila é um conceito importante do budismo, geralmente, traduzido como "virtude", "boa conduta", "moral" e "preceito".

2 comentários:

João disse...

Muito boa explicação Francisco! ^^

Francisco disse...

João,

Obrigado

Há quem afirme que Jesus Cristo esteve no Tibete no período ausente da Bíblia

Abraço amigo