03 fevereiro 2017

Candomblé Ritual Religioso - ISABEL PANTOJA ...YEMANYA...

Ontem foi dia de Iemanjá, no Candomblé (Ritual Religioso) levado pelos escravos africanos para o Brasil.

A mulher desaparecida de 34 anos na praia da Costa Nova na Gafanha da Nazaré em Aveiro, pertencia a uma das seitas do Candomblé, ou seja, cada seita escolhe um orixá como seu protector. Tipo Santo para a Igreja Católica.

Quando todos dizem: Não vás ao mar Tóino, que este está bravo..." Há gente tóina que se acham a "oferenda" aos deuses. E, falamos nós dos Maias e dos seus sacrifícios e da Igreja Católica na Idade Média...

2 comentários:

Margarida disse...

ainda por cima a mulher e o grupo eram de Tondela, (Viseu), pah, estou destroçada (mas é verdade que existe nessa terra uma comunidade feminina que se debruça a estudar a Deusa Mãe, a Natureza, a Terra, qualquer coisa assim).
mas são tóinas, mesmo, sabendo dos avisos da protecção civil, dos milhares e euros agora gastos na operação de salvamento (ele é pessoal, ele é equipamento, ela é uma vida que, provavelmente, se perdeu estupidamente).
bjs.

Francisco disse...

Margarida,

O que não falta por aí, são Terreiros. De facto não foi por falta de aviso :(

Lamento tudo isso

bjs