31 janeiro 2014

Traição - Madonna "Sorry"

Confesso que fico pasmado, quando sei que existem gajos, gajas, gays que conseguem perdoar uma traição com a maior facilidade. Como se o 3º fosse o culpado de alguma coisa. Sim! Em Portugal, as portas abrem-se sozinhas e permitem desconhecidos entrarem e aquecerem os respectivos lençóis...

Esta tarde ouvi:

"Os Gajos são todos iguais, e com este. Eu, já sei com o que conto!!!"

Será que a Crise, Solidão e o Desejo de manter uma aliança no dedo, obrigam assim tanto?! Eis! A questão?!

Cada vez mais, valorizo estar sozinho :D


16 comentários:

Horatius disse...

O 3o elemento será o que menos culpa tem numa traição... digo eu... lol

Namorado P.S. disse...

Nem todos os casos são iguais. E nem toda a gente trai porque sim. E como diz o povo, "só quem está dentro do convento..."!

Francisco disse...

Horatius,

Totalmente de acordo contigo :D

Francisco disse...

Namorado,

Cada um sabe de si e Deus de todos...

Rúben disse...

Eu acho que se for uma coisa que aconteceu uma vez, por força de um instinto carnal, até podia perdoar. Agora algo que se torna hábito é complemente imperdoável..

Além do mais não nós podemos esquecer que há pessoas que vale a pena manter na nossa vida, e se para isso há que perdoar um erro proveniente de algo que nos é intrínseco e está presente em cada um de nós (o desejo carnal), porque não!

Francisco disse...

Rúben,

A minha avó e as nossas afirmariam: "Cesteiro que faz um cesto, faz um cento"...

Mas, é como o Namorado disse: "Quem está no convento"... E, eu referi: "Cada um sabe de si..."

João Roque disse...

Tomar como ponto de partida para não ter um relacionamento o facto de o mesmo ser potencialmente sinónimo de traição é perfeitamente redutor.
Muitas vezes são os próprios que assim pensam que estão, a priori, a potenciar essa traição, na sua cabeça.
Uma relação afectiva consistente e duradoura baseia-se no amor e no respeito pelo outro, e no respeito estão os factos que os dois membros da relação estabeleceram entre eles e só a eles dizem respeito.

um coelho disse...

Acho que passa um bocado por perceber o que motivou e esteve na origem da traição. Uma traição reiterada eu não perdoaria, já um episódio isolado teria de ser bem analisado.

Francisco disse...

João Roque,

Se calhar não me expliquei bem:

Faz-me confusão, como algumas pessoas aceitam ser traídas, mas é como disse o namorado "Quem está no convento..."

Abraço amigo

Francisco disse...

Um Coelho,

Cada um sabe de sim...

Abraço amigo

Mark disse...

Essa dos 'gajos são todos iguais' é um perfeito disparate. Eu, por exemplo, não me identifico com a maioria dos jovens 'gays' da minha idade.

Nunca fui traído, por isso, não posso opinar. Não sei o que faria, mas admito que ser-me-ia muito difícil perdoar. Abre-se um precedente. Quebrada que está a confiança, quanto a mim, seria muito difícil repo-la nos mesmos moldes.

um abraço, Francisco.

Francisco disse...

Mark,

Não sou de segundas oportunidades, se a primeira não correu bem, tenho dúvidas que dê à segunda, terceiras, mas cada caso é um caso...

E, eu já contribui para esse peditório lololololol

Anselmo Cardoso disse...

Uma traição, acontece por vezes por privações do que o outro obriga!
Porra se fossemos todos iguais, isto era uma grande seca. :s


Abraços grandes.

Francisco disse...

Anselmo Cardoso,

De facto, o que seria do Amarelo?! Se todos nós gostássemos do Azul lolololol

Anselmo Cardoso disse...

Anselmo Cardoso=aoc36

Francisco disse...

Anselmo Cardoso,

Que é feito de ti?

Está tudo bem com o teu miúdo e contigo? ;D

Grande Abraço