10 abril 2018

"Once upon a time..." - Episódio 522 Eurovision Macedónia

André: - Mais um ponto para o amigo Francisco... No tempo dos migrantes, saíram e escreveram tanto acerca daquela criança que tinha morrido numa praia e que o corpo foi mexido para se tirar tantas fotos... O que se escreveu nas redes sociais e nos escritores bloguistas... Agora morrem crianças no corredor em Portugal, e eu pergunto: - Onde estão os bloguistas e escritores?! E, todos os outros?!
Moisés: - O Problema do Lula foi estar no Brasil. Se vivesse em portugal estaria com uma reforma de milhares de euros, viagens, massagens, tudo incluído na conta dos pacóvios tugas... O que aconteceu com todos os outros que roubaram este país?!
André: - Temos gajos que são presos e que tem visitas e são Presidentes quando concorrem... E, outros que fogem para o Brasil e continuam a ganhar o vencimento de Funcionário Público. O que são os Jihadistas Dinamarqueses que foram para o Estado Islâmico a receberem subsídios de desemprego?! Meros aprendizes... Se vierem para Portugal, vendem Livros, vão para a Casa dos Segredos e chegavam ao Poder deste país, como o outro monhé que é filho de pai muçulmano... Nunca Lisboa viu tanta Mesquita a ser Inaugurada... Qualquer dia, Lisboa tem mais Mesquitas que lojas de chinocas e centros comerciais juntos lololololololololololol
Moisés: - Até a Macedónia é mais Evoluída que Portugal. Desculpem República da Macedónia, que a Grécia diz que não pode ser ahahahahahahahah Gosto, espero que esteja na final...

6 comentários:

Logan disse...

É a típica mentalidade de "é criminoso mas a obra aparece feita" . Acontece o mesmo por estas bandas com o Major Valentim.

Francisco disse...

Logan

Dizem as más línguas que estiveram com ele no ultramar, que nem nunca foi sargento ou capitão lololol

Chegou a Portugal e intitulou-se como Major, ganha reforma e dava frigoríficos

O tempos dos amigos e padrinhos há muito que existe

Mark disse...

Olha que demorou muito a que ele fosse preso no Brasil. A justiça de lá não é melhor do que a de cá.

um abraço.

João Fadário-Belfort disse...

E isto não tem forma de melhorar! :S

Francisco disse...

Mark

Eles estavam lá tão bem sem nós :)

Abraço amigo

Francisco disse...

João Fadário

Pena o terramoto de 1755 não ter sido maior lololololololol